terça-feira, 26 de julho de 2011

OS PIORES FILMES DO MUNDO HQ | ELEKTRA (2005)

Autor: Rubens Junior | Facebook | Twitter


Embora estejamos curtindo uma fase maravilhosa nas adaptações de quadrinhos para cinema com bons atores, diretores, orçamentos megalomaníacos e a fidelidade das hq's nos roteiros aumentando cada vez mais, ainda temos cicatrizes gigantescas e profundas na nossa memória, devido a péssimas produções já realizadas para representar nossos heróis e personagens. Mesmo que hoje em dia ainda hajam muitas adaptações que não aprovamos 100%, temos que concordar que estamos na ERA DE OURO das hq's no cinema, pois a maioria das antigas produções eram tão ruins, mas tão ruins, que realmente chegamos a acreditar que jamais veríamos bons filmes baseados em hq's na nossa vida.

Baseado nestas péssimas adaptações as quais eu jamais gastaria meu precioso tempo elaborando uma crítica no meu blog (simplesmente porque não há nada de bom para elogiar e divulgar) resolvi então criar uma coluna diferente para mencionar estes filmes que, embora abomináveis, ainda assim fazem parte do mundo dos quadrinhos. Então me inspirei nas Versões Resumidas do blog Jovem Nerd, que faz uma sátira de vários filmes, e resolvi criar OS PIORES FILMES DO MUNDO HQ, para satirizar apenas os piores, e não todos os filmes. Já que não vale a pena elaborar um texto para criticar estes filmes, pelo menos criar um resumo destes filmes já vale a gargalhada.

Para inaugurar esta sessão, vou começar com o filme que abalou o universo hq, gerando enorme expectativa nos fãs desde que foi anunciado mas, no final das contas, talvez tenha sido uma das maiores deceptções deste ramo: ELEKTRA. Já começaram mal este filme, pois foi uma "continuação" de um filme que já havia sido péssimo: Demolidor - O Homem sem Medo. Somado a um roteiro imbecil, a diálogos ignorantes e personagens bizarros, nem a presença de Jennifer Garner conseguiu salvar a produção. Pelo contrário. Após este filme, ela ficou até meio sumida por um tempo.


OS PIORES FILMES DO MUNDO HQ
ELEKTRA

Direção: Rob Bowman
Roteiro: Zak Penn,Stu Zicherman ,Raven Metzner
Elenco: Natassia Malthe (Typhoid), Terence Stamp (Stick), Cary-Hiroyuki Tagawa (Roshi), Goran Visnjic (Mark Miller), Kirsten Prout (Abby Miller), Jennifer Garner (Elektra Natchios), Will Yun Lee (Kirigi)

Desde sempre, o mundo é dividido entre as forças do bem e do mal com poderes mirabolantes. As forças do mal resolveram criar uma estratégia de marketing e criaram um nome para seu grupo: "A Mão".


Até que, num belo dia, nasceu Elektra. Um tesouro valioso, uma gatinha tão poderosa que poderia destruir tanto o bem quanto o mal. Então as duas forças começaram a brigar para ver em que time ela jogaria. Mas, enquanto ela não resolve de que lado vai ficar, ela decidiu ganhar milhões assassinando bandidos nas horas vagas.

Bandido conversando com seu segurança:
Bandido - Eu contratei vc e o resto dos capangas para me proteger da Elektra, sabia?
Segurança - Senhor, a Elektra é uma lenda.
Bandido - Que nada! Esta é a terceira vez que eu me escondo. Das outras duas vezes ela matou todo mundo e só me deixou vivo para eu ter mais medo antes de morrer, sabendo do que ela é capaz. Antes de matar alguém, ela sempre sussurra no ouvido da vítima fazendo biquinho e depois sai rebolando.

Segurança - É verdade! Enquanto estamos batendo papo, ela já matou todos os capangas, já destruiu todas as câmeras de segurança, sussurrou no rádio do meu ouvido e está abrindo a porta! Vou atirar!!!

Ao sair para confirmar se havia acertado os tiros, Elektra facilmente mata o segurança e fica a sós com o bandido, deixando uma grande curiosidade: Será que ela finalmente irá matá-lo, ou o deixará escapar novamente, para "seu medinho por ela" aumentar, e passarmos o filme inteiro assistindo ela brincar de fantasma com o bandido?

Ao olhar o reflexo de Elektra em sua taça de vinho:
Bandido - A história do gibi realmente é verdadeira. Vc é gatinha, se veste de vermelho e usa umas "facas". Só falta sussurrar no meu ouvido fazendo biquinho, me matar e sair rebolando...

É exatamente o que Elektra faz: Ela chega por trás do bandido em milésimos de segundo e sussurra em seu ouvido, aumentando seu medinho ao dizer coisas sobre a morte.

O bandido puxa rapidamente sua arma...

... mas, para mostrar que é muito mais rápida que o bandido, Elektra se exibe voltando novamente para longe do bandido e atira sua adaga...

... acertando as costas do bandido antes mesmo de ele se virar e atirar. Ninja!

O bandido morre...

... Elektra retira sua adaga...

... e vai embora...

... rebolando.

 Após esta introdução à assassina sussurrante e rebolante, a trama tem início no templo japonês da Mão.

 O Mestre, seu filho Kirigi e outro membro do conselho da Mão dialogam numa reunião particular.

 Mestre: - É o seguinte, temos um problemão. Um novo tesouro que nasceu e não quer se juntar às forças da Mão. Quem tá afim de matar este alvo???

Kirigi: - Eu pai! Eu to afim de matar alguém! Vou até lá e quebro tudo!!!

Membro do conselho: - Não, mestre! O trampo deve ser feito na moral, na miúda.

Mestre: - Ok. Então vai rolar do seu jeito, na miúda. Kirigi, tenha paciência filho, um dia vc terá sua chance de matar todo mundo.

Kirigi: - Tá bom pai.

Enquanto isso, Elektra faz faxina tranquilamente na sua casa.

Até que chega seu querido amigo, o mensageiro dos assassinos, e lhe entrega o serviço: - Elektra, chegou mais um alvo para vc matar.

 Elektra: - Agora não dá. Não tá vendo que estou limpando a casa?

Mensageiro amigo: - Elektra, vão pagar 2 milhões!!!

 Elektra: - Já acabei! Onde é o serviço?
Mensageiro amigo: - As informações para onde vc vai estão dentro desta maleta, depois te passamos quem será o alvo.

Enquanto está no navio, rumo ao local onde cometerá seu assassinato, Elektra começa a demonstrar sérios problemas mentais e psicológicos:

Alguns traumas de infância de quando foi expulsa da Escola de Assassinos do Bem pelo seu mestre Stik; 

 E, ao chegar na mansão do lago onde aguarda a mensagem de quem é seu alvo...


... ela demonstra seu transtorno obsessivo compulsivo fazendo faxina e organizando metodicamente as coisas...

... e, ao mergulhar no lago, ela demonstra profunda esquisofrenia...

... ao não conseguir diferenciar a realidade de memórias traumáticas de sua infância...

... fazendo-a quase morrer afogada sozinha. Fora isso, ela tá bem.

Ao voltar de seu mergulho, através de seus poderes, Elektra percebe que sua mansão foi invadida.

 Então ela pega um estilete...

 ... e atira o estilete na intrusa, prendendo seu braço na parede pelo casaco.

Elektra: - Como vc entrou aqui???
Intrusa: - A porta estava aberta!
Elektra: - Tava nada!
Intrusa: - Tava sim!!!

 Quando a assassina super poderosa, detalhista, metódica e compulsiva vai conferir a porta, ela descobre: - É, vc tem razão. Realmente a fechadura não está funcionando. Mas vc roubou alguma coisa?
Intrusa: - Não!
Elektra: - Me dá a mão!

Elektra pega de volta o colar que a intrusa adolescente havia roubado e a deixa ir embora.

Quando vai dormir...

 ... Elektra tem pesadelos baseados em outro trauma de infância: a morte de sua mãe...

... assassinada por um demônio chifrudo. 

Então acorda as 2h da manhã e toma seu remédio para insônia, demonstrando que uma pessoa com a cabeça zoada como a dela, realmente ela só poderia se tornar assassina mesmo, ladra, trombadinha, ou algo do gênero.

No outro dia, o pai irresponsável da intrusa adolescente encontra Elektra:
Pai: - Escuta, vc viu uma adolescente poraí? Ela é minha filha.
Elektra cagueta: - Vi. Ela invadiu minha casa.
Pai: - Droga! Ela roubou alguma coisa? Se roubou, eu pago!
Elektra: - Não, não levou nada.
Pai: - Que bom. De qualquer forma, foi um prazer te conhecer...
Elektra: - O prazer foi só seu! - Então ela deixa o cara ir embora sem nem apertar a mão dele. Ou seja, além de doida, ela é mal educada.

Mais tarde, a menina vai tirar satisfações com Elektra:
Menina: - Ei, vc me caguetou! Embora vc quase tivesse me acertado com o estilete, achei que vc fosse legal. De qualquer forma, meu pai te convidou para o jantar de natal lá em casa hoje.

Ao chegar lá, Elektra percebe a surpresa que o Pai teve ao vê-la, e percebe que a menina é quem armou esqueminha para os dois namorarem. Mas ela fica para jantar de qualquer forma pois, embora não tenha muita educação, Elektra teve uma quedinha pelo carinha.

Durante o jantar, Elektra repara na pulseira da menina:
Elektra: - Nossa! Essa pulseira é especial! Só os melhores guerreiros assassinos a recebem! É uma honra milenar!
Abby: - Ah, é?! Eu comprei na internet...

Ao ver a paixão entre pai e filha quando Mark coloca Abby na cama, Elektra, a assassina mortal, sussurradora, rebolante, esquisofrênica e traumatizada, sente afeto pela família.

Então Mark chega com duas taças de vinho:
Mark: - Elektra, vc quer vinho?

Elektra: - Já te disse que só bebo água!

Mark: - Mas é natal!

Elektra: - Ah, então eu quero!

Mark: - Elektra, a mãe de Abby faleceu. Vc quer substituir a mãe dela?

 
Elektra: - Poisé, eu também perdi entes queridos... mas não sei. Tenho que fazer um serviço antes, depois eu resolvo isso. Thau.

Mark: - Droga! Acho que fui com muita sede ao pote... Na próxima eu pego ela!

No outro dia, pela manhã, finalmente chega o envelope com as fotos do alvo que Elektra precisa eliminar.

E adivinha quem é: Mark e Abby!!! O querido papai e a filhinha cupido!

Elektra nem pensa duas vezes e vai logo armando seu arco e flecha e mirando nos alvos. 

Porém, com esta cabeça totalmente desordenada, Elektra entra numa crise de consciência.

 Elektra: - Ei, não posso matá-los! Eles são muito fofos!
Mensageiro amigo: - Ok, não tem problema. A gente manda outros ninjas assassinos então.

 Porém Elektra não se aguenta e mata os ninjas assassinos. Ao interrogar o último ninja, ela descobre que eles trabalham para Mão.

Quando o conselho da Mão descobre que Elektra está protegendo o "tesouro", o mestre permite que Kirigi e sua trupe com poderes mirabolantes se encarreguem da missão de matar todo mundo.

Então Elektra treme na base e resolve deixar a família sob os cuidados de Stik, seu anigo mestre, que gasta seu tempo vago jogando sinuca no boteco.


  Stik não aceita ajudá-los, então Elektra pede ajuda para quem sobrou: seu mensageiro amigo.
Elektra: - Ei, após eu abandonar a missão e matar dois ninjas inimigos, eles reuniram os assassinos mais poderosos do clã para nos matarem. Vc, que não tem poder nenhum e não tem nada haver com isso, pode nos esconder na sua casa?

Mensageiro amigo: - Claro! Fiquem avontz! Fiquem o tempo que quiserem! Já carreguei minha espingarda e topo qualquer parada!

 Elektra se sente tão avontz e segura na casa do mensageiro amigo, que gasta seu tempo brincando com Abby...

... e dando uns amassos no pai dela.

 Até que os ninjas assassinos com poderes mirabolantes chegam na casa

Mensageiro amigo: - Elektra, fuja com eles! Embora nós nem sejamos namorados e eu nem conheça esta família, eu vou ficar como isca e morrer nas mãos destes ninjas enquando vcs fogem pelo túnel secreto da minha casa.

Após matarem o mensageiro amigo, os ninjas caçam Elektra e a família pela floresta.

 O primeiro inimigo que Elektra enfrenta é o negão de pele impenetrável. Uma de suas adagas quebrou quando ela tentou furá-lo.

Então ela resolveu matá-lo jogando uma árvore em cima dele. Como todos os outros ninjas da Mão, ele virou poeira quando morreu. 

Aí Elektra se perdeu na floresta, deixando o pai e a filha enfrentando sozinhos o ninja da capoeira e o ninja das tatuagens vivas.

Por sorte, a menina finalmente revela que é o grande tesouro que sabe lutar e, junto com seu pai, matam o ninja da capoeira e alguns animais da tatuagem.

Enquanto Elektra está boquiaberta em finalmente descobrir que Abby é o tesouro e, por isso, estão os ninjas mais poderosos do mundo atrás dela, ela é pega de surpresa pela Mary Tyfoid, a ninja que envenena tudo aquilo que toca, deixando Elektra só o bagaço.

Mas quando o pai e a filha ficam a mercê dos ninjas do mal, como por um milagre, Stick chega com vários assassinos do bem e salva a pátria! Kirigi e sua trupe tremem na base e fogem do velho cego.

Então Stik leva Elektra, Mark e Abby para seu resort secreto de treinamento de assassinos na floresta, onde curar Elektra do veneno de Mary não é nada, comparado ao fato de Stik já tê-la ressussitado.

 
Enquanto Abby treina sua luta para se tornar um tesouro do bem...

... Elektra treina seu rebolado.

Elektra: - Stik, vc me mandou expulsou deste resort para testar meu caráter do bem?
Stick: - Claro!
Elektra: - E vc sabia que Abby era o tesouro e que a Mão estava atrás dela?
Stick: - Só vc não sabia disso!
Elektra: - Stick, vc sabe que eu sou problemática! Tenho traumas e transtornos mentais! Pare de falar em parábolas e fazer mistério!!!
Stick: - Calma, eu só falo assim para vc ficar mais atenta.

Elektra fica com dó de que Abby tenha uma infância igual a dela e se torne uma adulta esquisofrênica também.

Então Elektra resolve conversar mentalmente com Kirigi, e resolver esse assunto de uma vez por todas:
Elektra: - Kirigi, vc quer matar todo mundo, e eu só quero matar vc. Vamos fazer assim: eu saio aqui do resort do Stick, o único lugar que vc tem medo de aparecer e vou sozinha tentar te matar. Como eu acho que vou morrer mesmo, vamos marcar lá na minha casa pois, caso eu morra mesmo, eu já morro onde minha querida mãezinha morreu. Aí, se vc me matar, fica por isso mesmo pois, de qualquer forma, a Abby (o tesouro) está bem segura lá no resort. O que vc acha???

Kirigi: - Bom, realmente eu nunca vou conseguir matar a Abby com o Stick a protegendo. Mas, se vc sair de lá, pelo menos eu mato vc ficando com uma morte de consolação. Fechado!!!

Após vestir sua roupa de matar, Elektra se prepara para enfrentar Kirigi e, claro, seus ninjas.

Elektra começa bem. Ela mata todos os ninjas de Kirigi os explodindo na cozinha.

Então, ao encontrar Kirigi na sala principal, ele revela que foi ele quem matou sua mãe. Elektra fica furiosa e parte pra pancada. 

Mas Elektra não acerta nenhum golpe e Kirigi, com apenas dois golpes já arrebenta Elektra, demonstrando o tamanho de sua superioridade.

Até que Abby chega do nada e salva Elektra, que resolve fugir de volta para o resort de Stick. Porém, o quintal da casa de Elektra é um labirinto e elas acabam se perdendo.

O ninja das tatuagens aparece e lança umas 300 mil cobras voadoras atrás delas pelo labirinto.

 As cobras pegam Abby mas Elektra consegue achar mentalmente o kra das cobras e volta todo caminho do labirinto e o mata.

E antes de Elektra ahcar Abby, Mary Tyfoid acha primeiro e a envenena.

E, para retardar ainda mais sua corrida pelo labirindo, Elektra se depara com Kirigi no meio do caminho para um confronto final.

  Kirigi arregaça Elektra totalmente sem que ela acerte um único golpe nele.

 Mas, antes de morrer, Elektra vê mentalmente Abby envenenada e resolve matar Kirigi com um único golpe fatal. Simples assim.

E, como de repente ficou tudo tão simples, Elektra arremessou sua adaga de onde estava mesmo, que percorreu todo o labirinto e acertou Mary Tyfoid onde ela estava. Claro! Porque, até então, Elektra só estava brincando fazendo de conta que eram inimigos difíceis de vencer.

 
Então Elektra leva Abby para sua cama, faz o mesmo feitiço que Stick fez para ressussitá-la, e ressussita Abby. Claro! Se é tão simples ressussitar, porque fugir o filme inteiro com medo de morrer?

No outro dia de manhã, Elektra se despede de Abby com um abraço...

... se despede de Mark com uma beijoca na boca...

 ... e deixa sua mansão para eles morarem em paz.

Na saída, ela encontra Stick na porta:
Elektra: - Stick, vc sabia que eu venceria a todos os inimigos?
Stick: - Sabia.
Elektra: - Por isso vc não veio me ajudar a vencê-los?
Stick: - É.

Elektra: - Que legal! Obrigado por nada!

Stick: - De nada!

Então Elektra vai embora feliz da vida ao doar sua mansão para uma família que ela abandonou sem motivos, já que ninguém mais está atrás deles e ela gosta do cara e da filha; abandonou seu mestre e seu clã de assassinos do bem; e foi curtir a vida sabe lá Deus fazendo o que. A única coisa que ficou evidente, é que ela saiu rebolando.

FIM

2 comentários:

  1. hehehhehe boa resenha kkkkk reealmentte esse filme e uma pá cheia deles são uma porcaria!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...