terça-feira, 30 de agosto de 2011

TRITON - AS AVENTURAS SIDERAIS DE ROCO VARGAS

Autor: Rubens Junior | Facebook | Twitter


NOME: TRITON - AS AVENTURAS SIDERAIS DE ROCO VARGAS
ILUSTRAÇÃO, ROTEIRO E ARGUMENTO: DANIEL TORRES
PUBLICAÇÃO: 1989
EDITORA: VHD DIFFUSION
CATEGORIA: EDIÇÃO ESPECIAL
GÊNERO: ALTERNATIVO
PÁGINAS: 52
FORMATO: 21 X 28 CM
PRODUTO: COLORIDO / LOMBADA COM GRAMPOS

Resolvendo alguns compromissos pela enorme cidade de São Paulo, acabei passando próximo a um dos meus sebos favoritos. É óbvio que gastei um tempo ali. Como estava com pressa, realmente só dei uma olhada geral sobre as novidades recentes (que o dono sempre deixa por cima da pilha de livros e revistas antigas) e acabei por encontrar esta revista de Daniel Torres. A revista Animal é clássica, mas eu desconhecia esta edição Triton, e mais ainda o personagem Roco Vargas. Ao folhear a revista, fui conquistad pela simplicidade e detalhismo da ilustração, um tanto característica dos quadrinhos europeus. Quando vi que o valor era apenas R$ 3,00, dei risada e comprei na hora, junto com alguns formatinhos que estavam em promoção. Eu saí do sebo sorrindo, pois sabia que havia feito um excelente negócio. Ao final do dia, fui para casa, tomei banho, jantei, e li esta revista ao meu estilo preferido: em silêncio e deitado confortavelmente na minha cama. Após a leitura, concluí que eu pagaria bem mais pela revista.

É uma clássica história de herói. Porém, com detalhes e características completamente diferentes do que encontramos na Marvel  e DC, é muito interessante em todos os aspectos. A narrativa começa explicando a ambientação e universo trágico em que tudo ocorre e, embora não haja uma quantidade enorme de textos, é impossível fazer uma leitura rápida, pois o autor se beneficia ao máximo dos espaços para a maior quantidade de detalhes possíveis na ilustração. Mas com um humor sutil nos textos, ignorando as sombras e usando apenas cores leves na ilustração, a tragédia que envolve a história não tira a leveza prazerosa da leitura e os excesso de detalhes não tiram o estilo clean das imagens. Inspirado por uma diversidade gigantesca de artistas, Daniel Torres mistura nesta obra as melhores características de Tintin, Buck Rogers, Flash Gordon, entre muitos outros, e mescla toda esta ficção a referências reais de locações, estilos de arquitetura, modelos de carros, etc., além de inspirações cinematográricas como Casablanca, Cidadão Cane, etc. Inspirações que em 1984 (quando esta obra foi concebida originalmente) não eram tão antigas assim. Durante a leitura, a vontade de desvendar o mistério é tão cativante quanto a vontade de ver o herói se revelando e, ao final da história, realmente há vontade de comprar a próxima edição.

Não vale a pena revelar nenhum fato ou característica da história ou do personagem, pois destruiria todo o charme e mistério criado intencionalmente pelo autor para a obra. Mas um extra bacana nesta revista é o texto introdutivo. Este sim revela muito sobre o autor, além de detalhes interessantíssimos inclusos no texto e ilustração, não perceptíveis a primeira vista. O que aguça sua curiosidade para rever o trabalho várias vezes na tentativa de encontrar as referências citadas no texto.

Inteligente, clean, elegante, dinâmico. Embora eu esperasse muito mais ação e combate do herói no final, esta obra de Daniel Torres é um clássico dos quadrinhos. Somado ao fato de ser a única aventura de Roco Vargas publicada no Brasil, torna-se também artigo essencial aos colecionadores de hq's. Logo, se achar por aí, não deixe de comprar, principalmente se for por R$ 3,00.

OBS: Esta é mais uma situação evidente de que, além do valor cultural, intelectual e de entretenimento, ao contrário de cd's, dvd's, blue-ray, esportes, cinema, etc., colecionar quadrinhos não é necessariamente um hobby caro. Ainda é viável para todas as idades, intelectos, estilos e, principalmente, bolsos. Embora as habituais revistas das bancas estejam num preço absurdo, existe uma infinidade de sebos (também na internet) onde vc pode encontar muito material de qualidade a preços irrisórios. Neste dia, além desta Graphic Novel Triton, ainda comprei 15 formatinhos em excelente estado. Ganhei desconto e paguei R$ 10,00 por tudo.

sábado, 27 de agosto de 2011

BATMAN BEGINS (2005) | CRÍTICA DO FILME

Autor: Rubens Junior | Facebook | Twitter


NOTA
10

Direção: Christopher Nolan
Roteiro: Christopher Nolan, David S. Goyer
Elenco: Christian Bale (Bruce Wayne / Batman), Gary Oldman (Jim Gordon), Liam Neeson (Ducard), Ken Watanabe (Ra`s Al Ghul), Cillian Murphy (Dr. Jonathan Crane), Tom Wilkinson (Carmine Falcone), Rutger Hauer (Earle), Katie Holmes (Rachel Dawes), Michael Caine (Alfred Pennyworth), Morgan Freeman (Lucius Fox)

Acabei de assistir Batman Begins novamente. O filme é realmente muito bom. Após tanto dinheiro gasto em tantas produções pífias, finalmente um Batman a altura da primeira produção de Tim Burton. Um filme grandioso, não só pelo elenco e dinheiro gasto, mas pela qualidade magnífica do roteiro e inteligência na adaptação. Vamos por partes:

sexta-feira, 26 de agosto de 2011

OS GRANDES NOMES DOS QUADRINHOS

Autor: Rubens Junior | Facebook | Twitter


Embora o a arte sequencial tenha surgido nos primórdios da raça humana e as histórias em quadrinhos com balõezinhos existam desde 1800 dc, o Brasil só está abrindo os olhos para este universo em quadrinhos há poucos anos. Com a chegada dos desenhos animados dos X-Men na TV e os grandes investimentos das produções hollywoodianas, os quadrinhos finalmente começaram a ganhar um espaço de respeito na nossa nação. Quadrinhos europeus e muitos títulos estão começando a chegar em bancas populares, artistas brasileiros estão começando a serem prestigiados como celebridades e isso é ótimo. Com este lento progresso, finalmente os quadrinhos infantis não são unanimidade nas bancas e, aos poucos, estamos deixando de ouvir aquela famosa frase "quadrinhos é coisa para criança".

Como grande incentivador da leitura de quadrinhos para o público geral, sempre tento instruir que quadrinhos não é algo para nerds, desenhistas ou pessoas muito cults. Quadrinhos é apenas mais uma ferramenta para divulgação de arte, pensamentos e idéias, assim como a TV, o computador, o cinema, a música, etc. E, assim como não existe ninguém que diga "eu não gosto de música" ou "eu não gosto de TV", também não pode haver ninguém que diga "eu não gosto de quadrinhos". Pois, caso vc não goste de uma determinada música, basta ouvir outra. Existe música para todos os gostos, idades e intelectos. Também assim são os quadrinhos. Quando alguém me diz "eu não gosto de quadrinhos", eu faço questão de, no próximo encontro, apresentar uma hq exatamente no perfil deste indivíduo. Eu sempre escuto em resposta "Nossa! Eu não sabia que era tão bom... Me indique outras." A única restrição de quadrinhos e livros existe para pessoas que não gostam de ler. Mas, caso este não seja o problema do indivíduo, basta achar uma hq do seu perfil, pois existe.

Pensando exatamente neste público que ainda é meio virgem ou iniciante no universo dos quadrinhos, separamos uma lista dos grandes nomes, os grandes artistas, aqueles que são referência mundial na criação, roteirização e ilustração da Nona Arte. Desta forma vc terá mais facilidade para pesquisar os estilos de hq`s que mais lhe agradam e conhecer a história de tais gêneros e estilos.

quinta-feira, 25 de agosto de 2011

HOMEM-ARANHA INFERNIZA POLONESES

Autor: Rubens Junior | Facebook | Twitter


Eu não curto muito ficar postando estas besteiras, mas este video é muito engraçado.

segunda-feira, 22 de agosto de 2011

LANTERNA VERDE | CRÍTICA DO FILME

Autor: Rubens Junior | Facebook | Twitter


NOTA
4,5

Lá vamos nós novamente.
Para quem acompanhou as notícias e novidades do Lanterna Verde com grande expectativa desde que anunciaram a produção do filme, já sabiam que, desde que sua estréia nos EUA, as críticas do filme não foram boas. Na verdade, todas foram péssimas. As críticas não fizeram questão nem de medir as palavras, no perigo de insultar atores ou produtores. Realmente julgaram quase todo filme como um lixo (resumindo todos os comentários). A melhor crítica americana que encontrei avaliou o filme como "médio". Porém, cou confessar em primeira mão que Lanterna Verde está entre os meu heróis favoritos desde a época dos Superamigos na TV, do Hanna e Barbera. Por isso este era o filme que mais ansiava neste ano. Então, nesta atmosfera negativa criada pela crítica, eu tomeia a decisão de esperar exatamente o contrário do filme. Coloquei na minha cabeça que Lanterna Verde seria o melhor filme baseado em quadrinhos deste ano e, por ser um dos meus preferidos, certamente teria grandes chances de ocupar um posto na minha lista excepcional das 10 melhores adaptações de hq para cinema. Desta forma, pude ter certeza que, após assistir o filme, eu poderia elaborar uma crítica pessoal e realista, sem a menor influência negativa de outros críticos, e esta foi uma sábia decisão.

Assisti o filme sexta-feira, sessão 00h, em sua noite de estréia, com uma turma de amigos (a maioria não manja nada de hq's) como de costume. E, para resumir, foi um bom filme. Todos se divertiram, todos deram risadas, todos saíram comentando o filme com um sorriso no rosto, destacando a parte que mais haviam curtido.. o filme não foi o grande desastre que a maioria comentou, mas na minha opinião, ainda foi um filme um pouco abaixo da média (5). Eu até queria dar uma nota um pouco maior, já que um dos meus personagens preferidos. Mas, avaliando ceticamente, seria injusto dar uma nota maior. Veja abaixo crítica em detalhes.

domingo, 21 de agosto de 2011

BARATA FLAMEJANTE: O SUPER-HERÓI QUE DE SUPER NÃO TEM NADA, E DE HERÓI MUITO MENOS












Autor: Rubens Junior | Facebook | Twitter





Estava sem sono (para variar) na madruga de sábado para domingo (21/08/2011) e, ao invés de escrever em meus blogs, resolvi sapear os canais da TV para ver se achava alguma coisa que preste para assistir ou, pelo menos, para pegar no sono. Toda madruga passam algumas séries no canal Multishow que nunca me interessam mas, desta vez, vi um cara vestido de super-herói trash e acabei ficando curioso. Assisti o episódio e achei muito engraçado! Era o episódio 10 do tal BARATA FLAMEJANTE... ele participava de uma reunião estilo alcoólatras anônimos, mas era para viciados em "se vestir de super-heróis"..rs. Me diverti muito.


quinta-feira, 18 de agosto de 2011

GÊNESIS POR ROBERT CRUMB

Autor: Rubens Junior | Facebook | Twitter


Nome original: The Book of Genesis
Nome brasileiro: Gênesis por Robert Crumb
Publicação: 2009
Licenciador e autor: Robert Crumb
Editora: Conrad
Categoria: Álbum de Luxo
Gênero: Alternativo
Número de páginas: 226
Formato: (21 x 28 cm)
Produto: Preto e branco/Capa dura

O próprio título da obra já é imponente, pois se trata realmente do Gênesis bíblico, referente a criação do universo e de tudo que nele há. Tema que é motivo para infinitos debates e conflitos devido a crença ou descrença da sociedade sobre os fatos narrados. Os 50 primeiros capítulos do Gênesis com as impressionantes histórias da criação do mundo, Adão e Eva, Caim e Abel, A Arca de Noé, Sodoma e Gomorra, Abraão, entre outros, foram adaptados para os quadrinhos em impressionantes 226 páginas pela lenda viva chamada Robert Crumb. Este artista pode não ser muito conhecido pelos leigos do assunto, mas é um dos maiores ícones do mundo dos quadrinhos. Robert Crumb (nascido em 1943) começou sua carreira em plena era hippie, vendendo seus gibis independentes (Zap Comics) nas ruas de São Francisco, com sua esposa grávida e as revistas dentro do carrinho de bebê. Mas seu talento foi reconhecido ao ponto de conquistar o 20º lugar na lista dos 100 gênios vivos, numa eleição feita em 2007. Seu enorme sucesso é devido a sua notável ilustração alternativa e de característico detalhismo, sua incrível intelectualidade e, principalmente, pelo fato de apresentar um trabalho totalmente underground desde o início de sua carreira, se tornando um ícone deste movimento e um herói da contracultura.

sexta-feira, 12 de agosto de 2011

MEU NINJA GANHA NOME E NOVOS SKETCHS

Autor: Rubens Junior | Facebook | Twitter



Embora já tenha definido o perfil do personagem e âmbito de suas histórias, ainda estou em dúvida quanto ao estilo de arte que irei adotar neste projeto. Tenho algumas idéias paralelas e estou curtindo mais que uma.. rs. Então, até me decidir, é provável que ainda hajam muitos sketchs ;-)

Como a idéia toda é baseada em um ninja, fui pesquisar nomes orientais para batizar meu personagem, ao invés de chamá-lo simplesmente de João ou, pior ainda, John. Queria um nome curto, simples, com um significado que descrevesse a essência deste personagem, e achei: JUN, que significa "pureza". De quebra, ainda é a abreviação de Junior.. perfect.

Para exterminar falsas expectativas, já adianto que não haverá nada "sobrenatural" neste projeto. Nenhum mutante, nenhum vilão que solte fogo dos olhos ou raios do cotovelo (pelo menos, ainda não... rs). A idéia permanece na esfera natural, contando a história de um ninja clássico, remanescente desta antiga cultura, vivendo nos dias de hoje. Adianto também que uma grande novidade será o material em que a fanzine será publicada... mas chega! Já adiantei coisa demais.

Acompanhe todas as novidades desta fanzine neste link.

Abraço!
Rubens Junior

TAKEHIKO INOUE FAZ ILUSTRAÇÃO DE 3M DE MUSASHI MIYAMOTO PARA COMERCIAL DA NISSIN

Autor: Rubens Junior | Facebook | Twitter


Musashi Miyamoto, o samurai mais famoso do Japão e personagem do mangá Vagabond, aparece em uma ilustração de 3 x 1,7 m feita especialmente para o comercial da Nissin, empresa de macarrão instantâneo. Além de poder contemplar a arte de Takehiko Inoue (que demorou 12 horas ininterruptas para realizar o feito) o autor narra o anúncio, que termina com a mensagem de encorajamento ao povo japonês: "Este país tem muita força guardada"(dentro de seu povo). Nada mais apropriado do que utilizar a presença de Inoue (que superou alguns problemas de saúde) e Musashi para transmitir o recado. Musashi é loko, Inoue ilustra demais, mas Nissin... poderia ser comercial de outra coisa, né?



AOS CRIATIVOS CRIADORES DE PLANTÃO: LANÇADA A CONVOCATÓRIA PARA O 2º ANUÁRIO DE FANZINES, ZINES E PUBLICAÇÕES ALTERNATIVAS!

Autor: Rubens Junior | Facebook | Twitter


O tempo passa, e não importa o quanto o mercado melhore ou piore, sempre haverá os criativos criadores publicando seus trabalhos de todas as formas possíveis: via editora, via internet, via correios, vendendo manualmente na praça e nas ruas, entre outros. E isso é ótimo, pois a própria maneira de publicação alternativa exige e demonstra a criatividade dos artistas. Mas ninguém vive apenas de arte, é necessário que alguém compre estas obras de arte e isso resulte em dinheiro (mavá). Por isso eu aplaudo em pé todas as organizações que se empenham para divulgar tais trabalhos de publicação alternativas, pois estas iniciativas inspiram os artistas a desengavetarem projetos que levariam anos para serem aceitos por editoras.

Atualmente, o projeto de divulgação de fanzines e afins que está bombando é o ANUÁRIO DE FANZINES, ZINES E PUBLICAÇÕES ALTERNATIVAS da UGRA PRESS. Eles publicaram o primeiro anuário no início de 2011, abrangendo trabalhos de todo território nacional, e a qualidade do produto final realmente impressionou, e chamou atenção dos profissionais do mercado. Veja abaixo o 1º Anuário:




Com tamanho sucesso, era imprescindível a realização do 2º Anuário em 2012 e ela já começou. A convocatória e envio dos trabalhos já se iniciou e, desta vez, abrange toda a América do Sul. Então junte suas idéias, organize seu material, finalize seus projetos e envie seu trabalho! Além dos meus trabalhos publicados por editoras, tenho um projeto em particular que será enviado em breve para catalogação neste Anuário: Jun.

Acesse o blog oficial da Ugra Press e saiba mais detalhes sobre o Anuário e os detalhes para envio de trabalhos.

quinta-feira, 11 de agosto de 2011

NINJA | PRIMEIRO SKETCH DO MEU NOVO PERSONAGEM

Autor: Rubens Junior | Facebook | Twitter


No quesito "referências" e "inspirações" da minha geração, sou um cara normal. Nasci na década de 80 e, como a maioria dos garotos desta época, curti demais Arnold, Stallone, Thundercats, He-Man, Tarzan, Macgyver, Anjos da Lei, brincadeiras de rua, de lutinha (proibida pelas mães) e tudo mais que surtisse alguma ação, aventura, tiros e porradas. Mas nada me extasiava mais do que NINJAS. Fosse em filmes, desenhos, brinquedos ou apenas ilustrações no papel, eu pirava só de ver aqueles caras sorrateiros inteiramente vestidos de preto, mesclando-se às sombras, atingindo seus alvos sem fazer estardalhaços, da forma mais silenciosa possível. As roupas, a velocidade, a força, as habilidades, as armas, o estilo... tudo reunido em um único indivíduo. Não tinha como não curtir. Não é a toa que um de meus personagens favoritos é O Pequeno Ninja. O "problema" é que eu ainda curto ninjas.. rs. Eu curto tanto que a própria palavra "ninja" se tornou uma gíria no meu vocabulário: ao invés de dizer "Cara, que legal!", eu digo "Cara, ninja!"

Numa entrevista para o documentário Malditos Cartunistas, Guazelli comenta que a idade mental dos cartunistas normalmente não passa dos 10 anos de idade, e eu sou obrigado a concordar com ele, pois ainda tenho parte do meu cérebro aprisionada nesta minha infância que, "por um acaso", também faz parte da minha profissão. E, devido a esta paixão pelo estilo ninja de ser, eu não resisti e finalmente resolvi criar o personagem NINJA e publicar suas histórias em fanzines independentes. Visualmente, ele é um ninja clássico, um oriental tradicional, sem exageros visuais. Já desenvolvi a essência do personagem e já posso adiantar que sua vida e suas aventuras serão extremamente realistas. Este primeiro sketch está quentinho, acabei de ilustrar nesta madrugada. Espero que curtam a imagem e fiquem tão ansiosos quanto eu pelo lançamento da revista.

Abraço!
Rubens Junior.

terça-feira, 9 de agosto de 2011

OSQ | PROGRAMA 3 | BRUCUTU

Autor: Rubens Junior | Facebook | Twitter


O 3º programa do Canal OSQ já está no ar: BRUCUTU, O PRIMEIRO PERSONAGEM PRÉ-HISTÓRICO. Clique na imagem para acessar o programa. Para ver o artigo completo da história deste personagem, clique neste link!

OSQ | PROGRAMA 2 | A ORIGEM DO SUPER-HOMEM

Autor: Rubens Junior | Facebook | Twitter


O Super-Homem sofreu diversas alterações desde sua criação até se tornar o personagem que conhecemos hoje. Acompanhe a ascensão do Homem de Aço e sua incrível trajetória para o sucesso! Porém, este contém apenas um resumo da história. Clique neste link e veja o post com a história completa.

Como o youtube bloqueou a trilha sonora original deste programa (música tema do Superman 1), veiculei o video abaixo também.

video


segunda-feira, 8 de agosto de 2011

CANAL OS QUADRINHOS É INAUGURADO!!!

Autor: Rubens Junior | Facebook | Twitter


Para ampliar a divulgação do nosso material exclusivo, inauguramos o CANAL OS QUADRINHOS no youtube! Agora vc poderá curtir os melhores artigos do OSQ também em video, num programa divertido, dinâmico e cheio de conteúdo. Ao contrário de uma gravação ou animação, o design e edição do programa foram criados especificamente para remeter a impressão do público estar lendo uma história em quadrinhos, onde o conteúdo é transmitido quadro a quadro. No primeiro programa, apresentamos o primeiro Super-Herói do mundo que, ao contrário do que muitos pensam, não é o Super-Homem! Acompanhe o novo canal e divirta-se!

sábado, 6 de agosto de 2011

GRAMPO MTV | PROGRAMA 19 | CAZÉ EXPLORA O UNIVERSO DOS QUADRINHOS

Autor: Rubens Junior | Facebook | Twitter


Eu durmo pouco. Costumo dormir entre 4h e 8h da manhã, principalmente depois que inaugurei este blog. Eu costumo escrever meus artigos na madruga, enquanto assisto na TV reprises dos programas que passaram durante o dia. Vasculhando os canais, procurando alguma coisa que preste, de maneira despretensiosa, parei de clicar na MTV para ver se havia alguma novidade em sua programação e me deparei com uma matéria MUITO BOA sobre quadrinhos! Eu não assisto MTV e não conheço a programação, mas a edição 19 do programa GRAMPO MTV apresentado pelo Cazé (02/08/2011) realmente merecia um prêmio. Cazé foi até San Diego para a Comic-Con 2011, brincou com os comics cosplayers, entrevistou gente muito interessante e curtiu o momento. No Brasil, ligou para Maurício de Sousa para bater um papo sobre o universo da Turma da Mônica. Além disso, o programa conversou com alguns especialistas do assunto, como Sidney Gusman, PC Siqueira (poisé.. ele é colorista), entre outros. Realmente a qualidade da matéria me impressionou, pois ficou muito melhor que muitas matérias em video que já vi feitas por profissionais e antigos conhecedores de quadrinhos. Cazé como apresentador dispensa comentários: ele é inteligente, hilário e simpático, deixando todos os entrevistados muito avontz em suas entrevistas. Somado a um design maravilhoso e edição de video espetacular, realmente seria demais ter um programa desse nype sobre quadrinhos com periodicidade SEMANAL. Ganharia muitos fãs e, com certeza, um prêmio na HQ MIX como melhor mídia de quadrinhos. Essa idéia vale até um abaixo assinado para MTV, hein???

sexta-feira, 5 de agosto de 2011

SUPERMAN: O HOMEM DE AÇO | ESTRÉIA 14/06/2013 | ARTIGO COMPLETO COM POSTERS E FOTOS!

Autor: Rubens Junior | Facebook | Twitter


Direção: Zack Snyder
Roteiro: Christopher Nolan, David S. Goyer
Elenco: Kevin Costner (Jonathan Kent), Diane Lane (Martha Kent), Laurence Fishburne (Perry White), Michael Shannon (General Zod), Henry Cavill (Clark Kent/Superman), Amy Adams (Lois Lane), Christopher Meloni, Harry Lennix (Sargento Stanwick)

Mas uma vez, lá vamos nós. Em meio a Era de Ouro dos Super-Heróis dos Quadrinhos no Cinema, com atores e atrizes de mais alto nível interpretando os personagens, com efeitos especiais em fase espetacular e com roteiristas cada vez mais interessados em adaptar os filmes com maior fidelidade possível às hq's, nos encontramos novamente frente a frente com nossa própria expectativa de assistirmos o maior herói de todos os tempos numa super produção, fazendo jus à sua imagem, de preferência, realizando a proeza de, pelo menos, chegar ao nível do Superman de Christopher Reeve em 1978.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...